financiamento

Por que alguns imóveis não aceitam financiamento?

O financiamento é uma das formas mais conhecidas para a compra de imóveis. Você apresenta uma série de documentos para avaliação e tem liberado (ou não) seu crédito para financiar o pagamento do imóvel. O financiamento funciona como um acordo feito entre o cliente comprador e uma instituição financeira. O comprador escolhe o imóvel, compra e contrata a instituição para pagar uma parte do valor do imóvel, a qual cobra taxas e juros sobre o valor e as parcelas de pagamento. Mas alguns imóveis não aceitam financiamento, o que pode inviabilizar o negócio. Confira no texto de hoje o porquê de algumas negociações não aceitarem essa forma de pagamento.

Documentação

Normalmente, quando algum proprietário diz não aceitar financiamento, significa que há algum problema na documentação. Se o imóvel não estiver com o seu registro, documento do proprietário, IPTU e averbações atualizadas, o banco não aprova o financiamento. Sabendo disso, já é explicitado que não se aceita financiamento para compra daquele imóvel. A atualização inclui eventuais reformas que tenham sido feitas e não registradas (reformas que resultam em aumento de metragem precisam ser documentadas na escritura).

Imóvel em inventário

A propriedade que ainda esteja em um processo de inventário pode ser vendida (como mostramos aqui), mas não pode ser financiada enquanto o inventário e partilha não estejam formalizados e homologados junto ao cartório de registro de imóveis.

Condições do imóvel

Existe também a questão da condição do imóvel. O financiamento imobiliário é um empréstimo de longo prazo, podendo chegar a mais de 30 anos. Isto significa que, durante todo o período do financiamento, o imóvel será a garantia. Ele precisa estar em boas condições para isso. O banco pode impor limitação para financiamento de alguns imóveis se eles não oferecerem condições de servirem de garantia para um empréstimo de longo prazo.  

Prazo de recebimento

O financiamento pode demorar a sair, pois é necessário fazer aprovação de crédito, análise de documentação e outras etapas que fazem parte do processo. Depois de assinado o contrato de financiamento com o banco, o vendedor não recebe dinheiro na hora. No caso da Caixa Econômica Federal, isso só acontece 30 dias depois que é o prazo para o registro da escritura. Por não estarem dispostos a esperar tanto assim, muitos vendedores negam financiamento.  

Documentação do vendedor

Por fim devemos considerar ainda que para financiar um imóvel é importante considerar também a questão documental do vendedor ou do proprietário. Caso o vendedor tenha alguma pendência financeira ou jurídica envolvendo questões financeiras, isso pode ser um problema na hora do financiamento. Isto acontece pois em alguns casos a justiça pode determinar a penhora do imóvel para servir de garantia para pagamento de dívidas do proprietário. Um caso clássico disso são as dívidas trabalhistas. Nesse caso, não será possível fazer financiamento.   Curtiu as dicas? Confira nosso blog! Conte com os especialistas da Mendes Ortega no momento de alugar ou vender seu imóvel ou de encontrar o imóvel dos seus sonhos! Prestamos o melhor serviço de assistência imobiliária da região. Entre em contato agora com um de nossos corretores!    

Leia também

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

Procurando um imóvel? Fale conosco!